26 C
Salvador
quinta-feira, agosto 6, 2020
Home A TARDE FOLIA 2020 Completando 45 anos, bloco Alvorada resgata essência do samba baiano na avenida

Completando 45 anos, bloco Alvorada resgata essência do samba baiano na avenida

Um dos remanescentes na história do samba baiano, o Alvorada completa neste Carnaval seus 45 anos. Nesta sexta-feira, 21, o bloco arrastou um mar de foliões no Circuito Osmar, no Campo Grande. Dentre os adeptos, estão pessoas que vieram pela primeira vez e aqueles que acompanham o grupo desde o seu nascimento.

Com oito anos de curtição junto ao Alvorada, Thaylane Figueiredo, 34 anos, trouxe a tia e a mãe para a folia. Segundo ela, o bloco traz tudo de melhor para aqueles que querem ser felizes no Carnaval de Salvador.

Luciene Santos (mãe), Vilma Santos (tia) e Thaylane Figueiredo \ Foto: Alex Torres \ Ag. A TARDE

“É muito importante, temos que estar cultivando e valorizando a cultura da Bahia, do nosso público. A gente gosta deste samba daqui da Bahia. Minha mãe tem 32 anos de Alvorada, eu como filha passo esse legado adiante, de geração para geração”, garantiu.

Jacicleide Oliveira, 32, aproveitou o momento para declarar todo seu amor pelo Alvorada. “Eu tenho cinco anos de Alvorada, é o melhor bloco que existe. Eu amo o Alvorada, o bloco é simplesmente tudo de bom. É um bloco para toda a família. Ele traz alegria, companheirismo, é como um parente para todos nós. Viva o Alvorada e parabéns pelos seus 45 anos, que venham muito mais”.

Um dos foliões mais antigos no bloco, Reinaldo Cabrueira, 70, acompanha o bloco todos os anos desde seu surgimento. De acordo com ele, enquanto estiver vivo, o bloco Alvorada será algo presente em sua rotina.

Reinaldo acompanha o Alvorada há mais de quatro décadas | Foto: Alex Torres \ Ag. A TARDE

“Eu curto o Alvorada há 45 anos. É algo lindo, maravilhoso e não consigo viver sem. Só paro de ir no Alvorada quando eu morrer”, disse.

A foliã Cristina Alves, 47, revelou que teve sua primeira experiência com o Alvorada aos 12 anos. Desde então, ela tem tido o prazer de estar repassando o legado do samba baiano de geração para geração.

“É um bloco que traz muita luta e energia” , diz a foliã Cristina Alves | Foto: Alex Torres \ Ag. A TARDE

“É muito importante, ele traz essa cultura nossa do samba. Eu não saio de casa se não for para curtir algo que eu goste e que me representa. Eu me vejo dentro do Alvorada, já está dentro de mim. É um bloco que traz muita luta e energia”, completou.

*Sob supervisão do editor Vinícius Ribeiro

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias

Artistas baianos levam Carnaval para EUA

Artistas baianos levam o Carnaval de Salvadror para Orlando, nos Estados Unidos (EUA), neste sábado, 7. Entre as atrações estão Harmonia do...

Após sucesso do Carnaval 2020, Camarote Club se prepara para comemorar cinco anos em 2021

Apesar da folia já ter terminado, o clima de alegria ainda é grande entre os organizadores do Camarote Club, situado na região...

Grupo A TARDE amplia o protagonismo na cobertura do Carnaval

O Carnaval de Salvador teve uma completa e ampla cobertura oferecida pelas principais plataformas do Grupo A TARDE ao longo dos sete...

Após jejum de 23 anos, Viradouro é campeã do Carnaval do Rio

A Viradouro é campeã do Carnaval 2020 do Rio. Com o enredo "Viradouro de Alma Lavada", a escola homenageou as Ganhadeiras de...

Cajazeiras tem recorde de público durante Carnaval

O Cajazeiras Folia 2020, realizado entre o sábado, 22, e a terça-feira, 23, superou as expectativas ao atingir recorde de público....

PATROCÍNIO

APOIO