26 C
Salvador
domingo, agosto 9, 2020
Home Festas Centenas de documentos são perdidos durante o festival

Centenas de documentos são perdidos durante o festival

O Festival Virada Salvador ainda não acabou, mas a Guarda Civil Municipal (GCM) já encontrou 377 documentos perdidos na edição deste ano do evento. Entre eles estão carteiras de identidade, de trabalho, cartões de crédito e até de planos de saúde. Para evitar transtornos com a perda de documentos, a Guarda dá sete dicas preciosos. Confira:

1) É importante levar para o evento apenas o essencial, ou seja, um documento oficial com foto, carteira do plano de saúde ou cartão do SUS;

2) No lugar do documento oficial com foto você pode levar uma cópia autenticada. Essa atitude vai evitar a perda do documento original e outros transtornos.

3) Quem pretende levar dinheiro, deve levar já trocado e colocar sempre na região frontal do corpo. Evite os bolsos traseiros.

4) O cartão de crédito ou débito também pode compor os documentos, mas cuidado para não esquecê-lo no local de consumo. E nada de entregar a terceiros.

5) Evite bolsas grandes, malas e mochilas, pois elas chamam atenção e estão mais vulneráveis aos furtos e assaltos.

6) É recomendável guardar os documentos em carteiras simples plastificadas para não molhar os documentos e estragá-los.

7) As pochetes com elástico na parte frontal do corpo e por dentro das roupas também são bem-vindas. Evite bolsos traseiros, pois eles facilitam os furtos.

Onde procurar – Quem achar um documento durante o Festival da Virada pode entregar a um guarda municipal mais próximo. E quem perdeu algum documento ou pertence pode se dirigir à base central da GCM, situada próxima à estrutura da Polícia Civil, para tentar recuperar o documento.

Durante festival passado, a GCM recolheu e catalogou 1.253 documentos. Os principais itens encontrados pelo órgão foram carteiras de identidade, habilitação e de trabalho, além dos cartões de crédito e do SUS.

Redação
O A Tarde é um jornal diário brasileiro que circula no estado da Bahia. Fundado por Ernesto Simões Filho,[3][4] é o mais antigo jornal impresso baiano em circulação[5] e um dos mais antigos do Brasil,[4] a qual iniciou-se em 15 de outubro de 1912

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias

Artistas baianos levam Carnaval para EUA

Artistas baianos levam o Carnaval de Salvadror para Orlando, nos Estados Unidos (EUA), neste sábado, 7. Entre as atrações estão Harmonia do...

Após sucesso do Carnaval 2020, Camarote Club se prepara para comemorar cinco anos em 2021

Apesar da folia já ter terminado, o clima de alegria ainda é grande entre os organizadores do Camarote Club, situado na região...

Grupo A TARDE amplia o protagonismo na cobertura do Carnaval

O Carnaval de Salvador teve uma completa e ampla cobertura oferecida pelas principais plataformas do Grupo A TARDE ao longo dos sete...

Após jejum de 23 anos, Viradouro é campeã do Carnaval do Rio

A Viradouro é campeã do Carnaval 2020 do Rio. Com o enredo "Viradouro de Alma Lavada", a escola homenageou as Ganhadeiras de...

Cajazeiras tem recorde de público durante Carnaval

O Cajazeiras Folia 2020, realizado entre o sábado, 22, e a terça-feira, 23, superou as expectativas ao atingir recorde de público....

PATROCÍNIO

APOIO