26 C
Salvador
segunda-feira, fevereiro 17, 2020
Home Carnaval 2020 Bell revela planos para o Carnaval e afirma que termo Axé Music...

Bell revela planos para o Carnaval e afirma que termo Axé Music “reduz a música produzida na Bahia”

Poucos artistas representam tão bem o Carnaval de Salvador como Bell Marques. Seja como vocalista do Chiclete com Banana ou em carreira solo, o cantor participa em 2020 pela 41ª vez da folia de rua mais famosa do mundo. Neste ano, Bell vai se apresentar 10 vezes durante os seis dias de carnaval, puxando os blocos Vumbora e Camaleão e uma saída sem cordas, a famosa pipoca.

Com a folia monesca ‘batendo na porta’, Bell deu entrevista exclusiva ao Portal A TARDE, onde falou sobre a sua carreira, preconceitos com a música produzida na Bahia, novos hits, planos para o carnaval e muito mais. Confira;

Após tantos anos de Carnaval, existe algum objetivo que você não tenha cumprido na folia?

Acho que cheguei num ponto onde não preciso mais provar nada a ninguém. Subo no trio para curtir junto com o folião. Eu amo o Carnaval, foi nessa festa que escrevi minha história e onde pretendo continuar escrevendo novos capítulos.

O que podemos esperar do Bell neste Carnaval de 2020? Puxará bloco sem cordas também?

Podem esperar muita energia, muita vontade, porque eu amo fazer Carnaval, amo puxar o trio, ainda mais em Salvador, que é minha casa. Esse ano, vou bater meu próprio recorde, continuando sendo o único artista a puxar trio todos os dias de festa, de quinta a terça. Na quinta, comando um trio sem cordas na Barra, a convite do Governo do Estado.

É possível perceber um aumento na miscigenação de ritmos no Carnaval de Salvador. Como você vê esta mistura? É positiva?

Essa mistura é e sempre foi a essência do Carnaval. O termo Axé Music reduz muito a música produzida na Bahia, porque ele nunca definiu um gênero e foi criado de forma pejorativa. A minha música sempre foi muito diferente da de Ivete, que sempre teve uma pegada diferente de Daniela e Margareth, por exemplo.

E o Carnaval fora da Bahia?

Além dos seis dias de bloco, ainda toco em dois camarotes, o do Nana e o Salvador, e faço shows em Recife e Barreiras, que tem investido muito no Carnaval e será um prazer tocar lá, fazendo esse bate-volta.

Qual a análise que você faz da diferença entre participar do Carnaval com o Chiclete com Banana e sozinho?

A grande diferença, que foi o que me levou a seguir carreira solo, é ter uma liberdade maior para fazer o meu repertório, tomar minhas decisões e ter mais autonomia no meu trabalho. A rotina do artista é muito cansativa e desgastante, ele precisa ter essa liberdade para que tudo seja mais leve e o resultado, que é levar a alegria ao público, não pareça uma obrigação.

Ano passado você lançou a música “B de Bell” e apostou nela como música do Verão. Neste ano teremos algum hit novo?

Esse ano, eu apresentei “Portabilidade”, música de Alexandre Peixe e Beto Garrido, com quem tenho uma história de muitos sucessos. Foram eles dois que me mandaram, por exemplo, “Voa Voa”, “100% Você”, “Não Vou Chorar” e “A Fila Andou”.

Em tantos anos de carreira e de Carnaval, você participou de várias mudanças que ocorreram na folia. Qual a análise que você faz do atual Carnaval?

Acho que o Carnaval encontrou uma espécie de equilíbrio, com espaços para a pipoca e para os grandes blocos, que são fortes estimuladores da economia da festa. É preciso saber dosar, valorizar as duas formas de se fazer o Carnaval e não negar a importância dos blocos.

*Sob a supervisão da editora Maiara Lopes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias

Blocos buscam manter viva a tradição do samba no Carnaval de Salvador

Se engana quem pensa que o Carnaval de Salvador tem sua origem voltada para a Axé Music. Apesar da atribuição recorrente e...

Bloco afro Muzenza elege rainha do Carnaval 2020

O Muzenza do Reggae escolheu, na noite de quinta-feira, 13, a Muzembela que representará o bloco afro durante o ano de 2020.A...

Motumbá fala sobre música nova e apresentação no Camarote.com

Abraçados pelo público por causa do hit ‘Bororó’, em 2007, a banda Motumbá vai marcar presença no Camarote.com, em 23 de fevereiro,...

Carnaval de Salvador terá quase 50 trios sem cordas; confira

Fazendo valer a alcunha de maior festa de rua do mundo, o Carnaval de Salvador reforça o seu estilo democrático ao dispor...

“Tenho orgulho do meu pai e Dodô serem os inventores”, diz Armandinho sobre 70 anos do trio

O Carnaval de Salvador neste ano terá um motivo especial para ser celebrado, os 70 anos do trio elétrico. Idealizado pelos músicos...

PATROCÍNIO

APOIO